terça-feira, 17 de agosto de 2010

Maior Pedra do Rim Tome Cuidado Veja as Fotos

Os cál cu los podem ser tão peque nos quanto grãos de areia e serem eli mi na dos do orga nismo na urina sem cau sar qual quer des con forto, como tam bém podem ser do tama nho de uma ervi­lha ou até mai o res, cau sando sin to mas assaz incô mo dos. A maior pedra no rim já reti rada de um ser humano tinha apro xi ma da mente 13cm.
stone3tp8 em Guia Ilustrado da Vítima de Pedra nos RinsClique em “mais” e veja todas as imagens:











Urologista Judit Csorba, do hospital Kenez Gyula, em Debrecen (Hungria), mostra uma pedra de 1,125 quilo e 17 centímetros de diâmetro, que foi removida do rim do paciente Sandor Sarkadi, que está ao lado de sua mulher.Esta enorme pedra que você observa nas mãos da urologista Judit Csorba, com 17 centímetros de diâmetro e 1,125 kg (pasmem) foi removida do rim de Sandor Sarkadi, que  você vê ao lado de sua mulher. A cirurgia ocorreu no no hospitalKenez Gyula, localizado em Debrecen – Hungria. Na extensão da postagem, você confere mais imagens e o raio-x da assustadora pedra no rim do húngaro.








Pedra no Rim - Calculo Renal



Quem já teve pedra nos rins não consegue esquecer da dor que sofreu. A pessoa nem imagina, porém, que o risco à saúde seria muito maior se o cálculo renal não apresentasse sintoma nenhum. Embora raros, esses casos existem, e representam um perigo maior: quando a pedra pára no ureter - canal que liga os rins à bexiga - compromete o funcionamento do órgão, e o paciente pode até perdê-lo.O cálculo renal se forma devido a algum defeito no organismo. Esse problema pode ser de vários tipos, e só uma análise detalhada da pedra ou da urina é capaz de apontar o defeito. Em geral, ele está relacionado ao metabolismo do cálcio ou do ácido úrico. Mais da metade das pedras é formada por cristais dessas substâncias.O problema é mais comum entre os homens - a cada três vítimas, há dois homens e uma mulher - e não há uma explicação médica para isso.’O tamanho da pedra varia muito’, explica o médico Dario Brito Reis, urologista do Hospital Beneficência Portuguesa de Santo André (ABC). ‘Hoje é mais comum as pessoas perceberem que têm pedra no rim, porque fazem exames de ultra-som com freqüência, em razão de outros problemas, e acabam detectando o cálculo’, diz Reis.Algumas pedras, porém, crescem muito. Quanto maior o cálculo, mais difícil tende a ser a excreção dele. ‘A dor é maior quando a pedra se desloca pelo ureter’, conta o urologista Mário Pires. Esse canal é estreito, daí a dor pela passagem do cálculo.Hoje em dia, o tratamento mais comum é a litotripsia, que consiste na aplicação de ondas magnéticas capazes de fragmentar a pedra dentro do organismo. Assim, fica mais fácil excretá-la. Mas as cirurgias que exigem cortes continuam sendo usadas. Na maioria dos casos, porém, introduz-se uma sonda, o que evita cortes grandes.Muito mais fácil que tratar, porém, é prevenir o cálculo renal. A medida fundamental é beber muito líquido. ‘O ideal são de dois a três litros de água por dia’, diz Pires. Durante o verão, isso é ainda mais importante, porque as pessoas suam mais.
Empreiteiro faz
coleção de cálculosQuando o empreiteiro Luiz Carlos Sandron enfrentou seu primeiro cálculo renal, ele tinha apenas 18 anos. Hoje, aos 57, ele coleciona as pedras que expeliu - mais de 20.’A dor costumava ser terrível, e os remédios não funcionavam. Geralmente, eu precisava recorrer à injeção de Buscopan com glicose’, conta. ‘Além da dor, outro sintoma era a urina escura’, diz.Há cerca de dez anos, após uma crise, Sandron se submeteu à litrotripsia - tratamento com ondas magnéticas para destruir a pedra. Desde então, ele diz que as pedras se tornaram menores e menos doloridas.

Verdades

1- Os homens são as principais vítimas de pedras nos rins Verdade. A cada três pessoas vítimas de cálculo renal, duas são homens e apenas uma é do sexo feminino. A medicina ainda não encontrou uma explicação para justificar essa predominância2- A pedra pode permanecer no rim durante anos sem apresentar sintomas Verdade. O cálculo renal muitas vezes se forma sem que a vítima perceba, e ela pode até expelir a pedra sem notar que desenvolveu o problemaMentiras1- Tomar cerveja é essencial para combater o cálculo renal Mentira. É importante consumir muito líquido para prevenir as pedras nos rins, mas não é imprescindível que se trate de cerveja, como muita gente diz- O cálculo renal sempre provoca dor Mentira. Embora quando se desloque ao longo do ureter, a pedra quase sempre cause dor praticamente insuportável, esse sintoma nem sempre ocorre. Se a pedra é pequena ela pode ser expelida sem provocar dor.

SAIBA MAIS SOBRE CÁLCULO RENAL

O QUE É
Os cálculos renais são pedras, compostas de sais minerais e outras substâncias, como oxalato de cálcio e ácido úrico, que se formam nos rins ou em qualquer dos órgãos do aparelho urinário _que também incluem ureteres, bexiga e uretra. As pedras são formadas a partir do acúmulo de cristais existentes na urina
CAUSA
O cálculo renal decorre do funcionamento inadequado do organismo, e costuma ser hereditário. No caso da pedra formada por cálcio, um defeito faz com que o rim retire muito cálcio do sangue, durante a produção da urina. O cálcio acaba se cristalizando dentro do próprio sistema urinário. Outras causas possíveis são:Outras causas possíveis são:Distúrbios no metabolismo do ácido úricoproblemas na glândula tireóideinfecções urinárias obstrução das vias urinárias
EVOLUÇÃO

TAMANHO
O tamanho da pedra varia muito. Pode se resumir ao tamanho de um grão de areia, ou até chegar ao tamanho do próprio rim. Quanto maior, mais dolorida e complicada tende a ser a retirada
PRAZO
Uma pedra pode perdurar durante anos no sistema urinário de uma pessoa sem que ela saiba - sem causar dor ou qualquer sintoma que leve o paciente a procurar atendimento médico
SINTOMAS
Quando a pedra se desloca pelas vias urinárias, costuma causar dores terríveis. Além disso, há outros sinais:náuseasvômitosalteração da cor da urina (em geral, ela fica escura, porque é expelida junto com sangue)desconforto ao urinarredução do fluxo urinário febre
A DOR
A dor mais forte aparece quando a pedra chega ao ureter, porque ela bloqueia a passagem da urina e o rim dilata. Conforme o cálculo desce pelo ureter, as cólicas se intensificam, mas param se a progressão for interrompida, voltando a doer quando ele se movimenta de novo. Para combatê-la, é recomendável recorrer a analgésicos, antiespasmódicos e antiinflamatórios
O RISCO
Se a pedra não causa dor, mas se aloja no ureter e obstrui a via urinária, pode comprometer o funcionamento do rim. Como o outro rim continua funcionando, o paciente não percebe, e pode até perder o órgão

LIMÃO REFRESCANTE

POR QUE FAZ BEM
Vitamina CContém alta concentração desta vitamina, que é responsável por evitar a fragilidade dos ossos, má formação dos dentes, além de auxiliar a cicatrização de feridas e queimaduras, evitando também hemorragiasSais mineraisMantêm o equilíbrio interno do organismo e auxilia o sistema nervoso
QUEM DEVE USAR O LIMÃO
A fruta é recomendada para quem tem varizes e pressão alta. O limão ainda ajuda a dissolver cálculos, combate a febre, a ânsia de vomito e o reumatismo e estimula o apetite
TIPOS DA FRUTA
Galego Pequeno, de casca fina, verde claro e suculentoSicilianoGrande, de casca enrugada e menos suculentoCravoDe tamanho médio, é avermelhado e tem sabor forteTaitiDe tamanho médio, tem casca lisa e é pouco ácido
DICAS
Na hora de comprar, prefira os limões mais pesados e mais cheirososProcure partir o limão apenas na hora de usá-lo, para conservar seu sabor limão é uma ótima alternativa para temperar alimentos como salada, aves, peixes ou chás. Também pode ser usado em molhos Para aproveitar ao máximo a fruta, coloque o limão em água morna minutos antes de espremer Cuidado ao manipular o limão, pois, exposto ao sol, o suco dele queima e mancha a pele Antes de usá-lo, é recomendado que se lave bem a fruta, para retirar sujeira e produtos agrotóxicosO limão maduro conserva-se em geladeira por quatro semanas safra da fruta vai de janeiro a julho29 caloriasé a quantidade média calórica encontrada em um limão
RECEITA
Gelado de limão Ingredientes 1 lata de leite condensado1 lata de creme de leite sem soro1 lata e meia de suco de limão (ou mais, conforme o gosto)1 caixa de gelatina sabor limão3 claras em neveraspas de limão Modo de preparo Prepare a gelatina com a metade da água do normal. Deixe esfriar bem. Bata as claras em ponto de neve bem firme. Bata no liquidificador o leite condensado, o creme de leite e o suco de limão e coloque em uma travessa. Bata, na batedeira, as claras em neve com a gelatina (ficará bem cremoso). Coloque por cima do creme e por cima as raspas de limão. Leve à geladeira por 2 horas.
< Alto > fonte diário  do  vale 






TRATAMENTO
Resumidamente o tratamento dos cálculos pode ser realizado por 4 tipos de abordagem cirúrgica, dependente da localização, tamanho e tipo do calculo.
1- Litotripsia extra corpórea por ondas de choque – Nesse procedimento, não há cortes ou incisões. O paciente recebe ondas de choque que se difundem pelo corpo e concentram sobre o calculo, fragmentando-o.
2- Cirurgia per cutânea – Nessa cirurgia realizamos pequenas perfurações na região lombar para acessar o calculo no interior dos rins. Por meio desses pequenos orifícios realizamos a fragmentação e remoção da pedra.
3- Ureterolitotripsia endoscópica –Nesse procedimento utilizamos um aparelho endoscópico , com uma câmara que permite visualizar o interior da bexiga e do ureter. Esse aparelho é introduzido pelo canal da urina (uretra). Assim, nao há necessidade de cortes ou incisões. Por meio desse aparelho remove-se os cálculos do interior do ureter.
4- Cirurgia convencional – Em alguns casos especiais há necessidade realizar cirurgia tradicional com incisão da parede abdominal para remoção dos cálculos diretamente pelo cirurgião.
Salientando que as informações acima estão bastante resumidas para facilitar a compreensão. Assim, caso haja alguma duvida entre em contato com  um  Urologista é o especialista que pode orientá-lo da melhor maneira.   estas     foram as  melhores  matérias que   achei ,EDIZIO  LIMA                                            Pedra com 17 centímetros de diâmetro, retirada do rim de húngaro

Um comentário:

  1. estou com duas pedras nos rin direito uma com 3a4mm e a outra com 1,22cm ,sera que eu consigo espelir elas ao urinar?? me ajuda com um jeito melhor e menos dolorido !!! clariciomsdturbio@hotmail.com

    ResponderExcluir