Rádios comunitárias perderam noção da natureza de nossa luta”, diz radialista de Cabedelo/PB



Para o jornalista e radialista Wellington Costa (foto),  diretor do site Soltando O Verbo, um dos mais influentes meios de comunicação da cidade de Cabedelo, a proposta da criação de uma Frente Ampla pela Liberdade de Expressão e pelo Direito à Comunicação é plausivel e merece a atenção e o apoio da sociedade, principalmente da sociedade organizada. “Grande parte dos grandes meios comerciais de comunicação estão contaminados pelo capitalismo e influência de políticos mal intencionados. Infelizmente, quando o Movimento pela Democratização das Rádios Comunitárias surgiu na década de 1980, tínhamos a mais perfeita proposta de democratização, porém, muitas rádios comunitárias da atualidade perderam o entendimento da natureza da luta e hoje, quando não estão a serviço de políticos, servem como fonte de renda apenas para o ‘diretor da entidade que a mantém’, desabafou Costa.

Wellington Costa, ainda defendeu a extensão do debate para cidades metropolitanas como a cidade de Cabedelo e defendeu a democratização de rádio comunitária, jornais impressos e concessões radiofônicas e televisivas financiadas com verbas públicas. “Não podemos aceitar que em pleno século XXI, tenhamos pessoas enricando em cima de concessões públicas de rádio e TV, quando estas deveriam ser concedidas por tempo determinado, como preconiza a Lei, o que não acontece”, disse Costa. “Veja o exemplo de algumas rádios comerciais que formam grandes redes, retransmitindo programações do sul do país, com uma programação musical em sua maioria internacional e que em nada representa a nossa realidade local. Apoiaremos de forma incondicional este movimento e iremos reinvindicar a participação de Cabedelo nele”, concluiu Wellington Costa.

Wellington Costa foi comunicador na Rádio Comunitária Kebramar, de Cabedelo, de onde se afastou por pressão política.