Pular para o conteúdo principal

Acre -Policial militar desabafa: “não tem condição para trabalhar, tá faltando tudo no quartel”

Policial militar desabafa: “não tem condição para trabalhar, tá faltando tudo no quartel”

Ray Melo - raymelo.ac@gmail.com25/05/2015 22:23:40

PM_01
Bom dia! Boa tarde! Boa noite!
O final da semana passado e o início desta semana não foram fáceis para as celebridades. Primeiro, os apresentadores Luciano Huck e Angélica passaram o maior perrengue durante um pouso forçado. No segundo episódio, um grupo deputados estaduais do Acre quase dão adeus as diárias das viagens para o interior, depois que uma aeronave abriu uma porta em pleno voo. Deixemos a vida agitada das celebridades de lado e vamos entrar na dura realidade daqueles que não têm grana para as viagens em aviões particulares.
Este blogueiro recebeu uma denúncia de vídeo, onde um policial militar que não mostra o rosto, por medo de sofrer represálias, assegura que a PM do Acre está à beira de um colapso.
Ele denuncia que:
As viaturas utilizadas na capital estão com defeitos.
As viaturas usadas nas cidades do interior são equipadas com pneus velhos.
A cota de combustível foi reduzida para 15 litros diários.
Os policiais estão fazendo cotas para remendar pneus.
As viaturas novas estão paradas por falta de manutenção, porque se circularem perdem a garantia oferecida pela concessionária.
Segundo o militar, falta tudo no quartel, mas os fatos estariam sendo acobertados para esconder a crise na PM.
O policial denuncia ainda que as empresas que alugam viaturas para o Estado estão sem receber há muito tempo.
Os postos ameaçam cortar o fornecimento de combustível por falta de pagamento.
Os coletes usados pelos policiais estão vencidos.
Os novos policiais não receberam coletes nem instrução de tiro.
Para o denunciante, a falta de estrutura é o principal fator para corporação não oferecer um bom serviço à população.
Video Player
00:00
02:24

O OUTRO LADO
O blog contatou as sempre atenciosas, secretária de comunicação Andréa Zílio e a coordenadora de imprensa, Janice Dantas. As competentes jornalistas ralaram, mas conseguiram falar com o comandante geral da Polícia Militar, coronel Júlio César, que estava com o celular desligado. “O Comando-Geral da Polícia Militar do Estado do Acre (PMAC) reconhece que o Acre e todo o país vivem um momento difícil financeiramente. Entretanto, nada foi suspenso”, diz o início da nota emitida pelo responsável pelos militares em todo o Estado.
“A PMAC não tem medido esforços para manter os serviços das atividades policiais, tanto nos patrulhamentos de rotina quanto nas operações. Prova disso, são as ações da Saturação Máxima e Ronda nos Bairros, realizadas quase que diariamente na capital, além das operações Integradas, Enafron e Bohemia que também ocorrem em áreas urbanas e rurais do interior do Estado. Todos os meses são encaminhados suprimentos de fundos para os batalhões executarem pequenos consertos e reparos de viaturas. Em relação à qualificação dos novos policiais militares, o comando repudia tais declarações. Foram 1.660 horas aulas e 57 disciplinas divididas, dentre elas prática de tiro, em cinco módulos”, finaliza a nota do comando da PM.
NOTA DO BLOG
Também acho muito difícil existir crise num Estado onde o governador Sebastião Viana (PT) nomeia cargos comissionados por atacado, desde o início do ano. Claro, há alguns problemas “pontuais”, como a falta de medicamentos no Hospital do Câncer e os equipamentos quebrados que impedem o tratamento na unidade de saúde. Como a administração petista faz questão de dizer: “o Acre é um estado pequeno, mas enjoado”, primeiro estrutura-se o lado político, acomoda-se os aliados que trabalharam na eleição. Depois, se sobrar, quem sabe o poder executivo investe um pouquinho nas áreas críticas.
Entrevista_01“O PT tem que fazer uma volta ao começo”
Esta é uma frase que o senador Jorge Viana (PT) vem repetindo tanto nos últimos meses, que parece até que o petista engoliu um disco furado (relembrando os velhos tempos do vinil). Ele concedeu a enésima entrevista sobre o mesmo tema, no último final de semana, ao portal de notícias Direto do Planalto. Às vezes, parece que Viana tenta criar uma blindagem para se eximir das lambanças de seu partido. A verdade é que o PT começou a fazer uma volta ao começo, quando o partido jogava pedra e criticava os adversários pelo arrocha fiscal, pelos reajustes constantes dos combustíveis e da energia. Só falta aparecer um novo partido para apedrejar o PT por reconstruir tudo aquilo que censurava. Senador, não reclame, seu partido conseguiu voltar ao começo.
velho_01
Governo realiza cerimônia para entregar carros velhos
Este “novo Acre” criado pela atual administração é mesmo surpreendente. Para demonstrar que é um “governo parceiro”, Sebastião Viana realiza uma cerimônia para entregar um verdadeiro comboio de carros usados. A cerimônia acontece na frente do Palácio Rio Branco, onde as caminhonetes usadas foram perfiladas para o chefe do executivo demonstrar sua generosidade com o setor produtivo. A SEAPROF foi a secretaria escolhida para receber os veículos que serão reutilizados. Resta saber se a pasta terá recursos para pagar a manutenção da “nova velha” frota de veículos entregues pelo governo petista. O que tem de novo nos veículos são apenas os adesivos.
PGE_01
Trem desgovernado
A PGE do Acre se tornou vítima do próprio sucesso perante o governo e agora passa por um período sombrio, em que as principais cabeças da instituição cumprem missão em outras secretarias.  O fato é que a instituição tem parecido mais um trem desgovernado, segundo comentário repassado ao blog por um assessor do governador. A fonte destaca que até o próprio Sebastião Viana notou a falta de comando na gestão da procuradora Maria Lidia Assis na chefia, mas aguarda para ver aonde Lidia irá parar, até porque teria que mexer em outras secretarias para substituí-la. Segundo os últimos comentários, algumas demandas de urgência do governo tem ficado de lado, causando irritação na Casa Rosada.
Merchan Gratuito
Hora do merchan gratuito para os amigos. Caso algum dos meus três leitores precisem de um bom advogado, eu tenho dois para indicar. A advogada Marília Gabriela, além de simpática é uma ótima profissional, pense numa “doutorinha” competente. Outro que considero um profissional de mão cheia é Rodrigo Ayache, ele vem se destacando em alguns processos complicados. É um advogado que não gosta de aparecer, mas deixa sua marca nas causas que defende.
bebeu_01Se dirigir não beba!
Senador Gladson Cameli (PP), se dirigir não beba, mas se beber chame o motorista da rodada. Um passarinho me contou que esta não é uma prática exclusiva do mais jovem senador do Acre. Outros casos aconteceram aqui mesmo na terrinha, mas tudo foi resolvido no próprio local. Sem carteirada, sem a carimbada frase: “você sabe quem com quem está falando?”. Tudo na base da boa e velha amizade. Cameli não levou a mesma sorte, já que foi parado por policiais de outro Estado. Muitos dos nossos representantes gostam da água que passarinho não bebe.
Consumidor da Eletrobras distribuição Acre, vai uma bandeira vermelha aí?
bandeira_01

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda