Pular para o conteúdo principal

AVIÃO BRASILEIRO CARREGADO DE DROGAS É ABATIDO NA VENEZUELA

AVIÃO BRASILEIRO CARREGADO DE DROGAS É ABATIDO NA VENEZUELA

Bimotor carregado com cocaína partiu de Manaus e invadiu o espaço aéreo venezuelano


O avião de matrícula brasileira foi abatida por caças F-16 da Força Aérea da Venezuela
O avião de matrícula brasileira foi abatida por caças F-16 da Força Aérea da Venezuela (Fotos – MRIJPV)
Mais um avião carregado com entorpecentes foi abatido em menos de uma semana na América do Sul. Após o ataque a um jato venezuelano, que invadiu o espaço aéreo da Colômbia e acabou destruído no mar, desta vez um avião bimotor brasileiro foi derrubado a tiros nos céus da Venezuela. O fato aconteceu no último domingo (24), informou o Ministério de Relações Interiores, Justiça e Paz da Venezuela (MRIJPV).
O avião brasileiro, um Embraer 820C Navajo, carregava mais de 300 tabletes de cocaína. Os dois ocupantes da aeronave, o piloto Klender Hideo de Paula Ida e o acompanhante Fernando César Silva da Graça, morreram na queda.
O bimotor com prefixo PT-RCN, segundo comunicado do MRIJPV, estava com a documentação em dia e caiu sobre o município de Ricaurte, no estado de Cojedes na Venezuela.
Em coletiva de imprensa, autoridades venezuelanas informaram que a aeronave foi detectada pelos radares por volta das 19h45 de sábado (23), na região de Puerto Ayacucho, no sul da Venezuela e próximo ao estado brasileiro do Amazonas.
Torres de controle da Venezuela solicitaram identificação e ordenaram pouso ao avião, mas não obteve resposta. A aeronave pilotada pelos amazonenses ainda conseguiu despistar os dois caças F-16 da Força Aérea da Venezuela (FAV) que foram enviados ao seu encontro. De acordo com as autoridades locais, o mau tempo ajudou a esconder o Embraer das telas dos radares, que seria abatido somente quase três horas após os caças decolarem, por volta de 0h40 de domingo.
Com a queda, o EMB 820C ficou totalmente destruído, restando apenas destroços e restos de sua carga ilícita.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda