Pular para o conteúdo principal

Rio Branco- Parque da Maternidade está abandonado pelo governo



Parque da Maternidade está abandonado pelo governo

 ac24horas 
Ostentação no governo de Jorge Viana, considerada uma das principais obras das administrações da Frente Popular do Acre, o Parque da Maternidade deixou de ser o principal cartão postal de Rio Branco. Ao longo do espaço, que corta parte da região central, é visível o abandono.
A parte mais crítica fica ao lado do Hospital da Criança, entre a avenida Getúlio Vargas e a Floriano Peixoto, onde a ciclovia desmorona há meses. Tapumes foram colocados no local. O desbarrancamento impede que as pessoas circulem pela via tanto de bicicleta quanto a pé.
As áreas esportivas, quadras, a pista de caminhada, também sofrem com o abandono. As reclamações das pessoas quem caminham no lugar é geral.
Procurado pela reportagem de ac24horas, o secretário de Obras do Estado, Leonardo Neder, disse que a falta de manutenção do Parque da Maternidade ocorre por problemas financeiros do Estado. Ele prometeu melhorar o “padrão” de manutenção.
“O custo de manutenção do Parque é alto. Nesse inicio de ano agora, no Acre e em Rio Branco, a gente enfrenta dificuldade financeira. A gente não consegue manter o padrão de manutenção física trazida até 2014 por conta dessa contingência financeira. A estrutura básica está sendo mantida, os bancos, as luminárias estão sendo mantidos minimamente. Há alguns buracos na ciclovia e nas calçadas e há necessidade de a gente fazer manutenção deles. Agora a partir do verão o padrão de manutenção vai melhorar muito”.
Sobre o desmoronamento, Neder informou que uma licitação para recuperar o local foi feita em 2014, porém por déficit financeiro não possível executar os serviços. O secretário também prevê reparos na ciclovia durante o verão.
“Com relação ao desbarrancamento foi feito uma licitação no ano passado. Não podemos executar também por déficit financeiro, mas esse ano nós temos uma previsão melhor. A obra tá sendo licitada novamente e a previsão é fazer nesse verão”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda