Pular para o conteúdo principal

Grosseria e porrada na Aleac

Deputado abandona o diálogo e ameaça resolver tudo na base da grosseria e da porrada na Aleac

Ray Melo - raymelo.ac@gmaiul.com10/06/2015 00:57:01
Porrada_01
Bom dia! Boa tarde! Boa noite!
Nossa que medo. Confesso que fiquei estarrecido com o discurso do “sindicalista” e deputado estadual Raimundinho da Saúde (PT). Ele protagonizou um momento sobrenatural na tribuna, quando o espírito do maçaranduba, personagem do programa “Casseta & Planeta” baixou e ele ameaçou dar porrada em quem ousasse criticar sua atuação parlamentar ou suas defesas apaixonadas da administração petista do Acre, onde ele mesmo confessa que possui alguns cargos por foça de seu mandato. Eu fiquei com medo dele retirar a prótese da perna e arremessar nos jornalistas “babacas” presentes na Aleac.
O desequilíbrio de Raimundinho da Saúde não chega a ser nenhuma novidade. Ele mesmo se declara “grosso e acostumado a ter tudo que eu quero na porrada”. A grosseria ficou evidente quando ele agrediu verbalmente o prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales (PMDB), um gestor que foi convidado para participar do grande expediente de uma sessão. Sem meias palavras, Raimundinho tascou que o peemedebista era mentiroso. A agressão mais recente foi ao deputado federal Major Rocha (PSDB). O tucano foi taxado de palhaço e mentiroso, pelo governista que usou a tribuna para legislar em causa própria.
Com a sutileza de um elefante, Raimundinho dispara: “o deputado Rocha é um palhaço que vive plantando mentiras na mídia acreana para aparecer. O PT me deu total liberdade para eu votar o que eu quiser. Se eu quiser votar favorável a uma matéria eu voto e se não quiser eu não voto, simples assim. Estão querendo amedrontar o meu mandato e isso eu não vou permitir, não vão me colocar medo”. Será que o deputado foi grosso ou ameaçou porrada ao governador Sebastião Viana (PT), quando foi ao gabinete do chefe do Executivo, exigir os cargos que ele mesmo confirmou que tem na máquina pública estadual?
pede_01Resposta do tucano Rocha
Mesmo distante mais de três mil quilômetros da Assembleia Legislativa do Acre, o deputado federal Major Rocha (PSDB) continua pautando os discursos na Casa. Nas últimas semanas, os governistas não deixaram de citar o nome do tucano uma única vez nos discursos proferidos na tribuna. Rocha costuma gravar vídeos para os saudosistas deputados estaduais. Não foi diferente com Raimundinho da Saúde. Por telefone, Rocha disse que não falou tudo que o governista merece ouvir “pelas mentiras que proferiu aos trabalhadores na hora de pedir votos”.
“Gostaria de dizer para este lambe-botas do governador, que nos tempos de policial, eu enfrentava era bandido com fuzil, não vai ser um engravatado que vai me colocar medo ou mesmo impedir minha a linha de oposição. Ele precisa pedir perdão para os trabalhadores da área de saúde, para os pacientes dos hospitais onde ele esconde as denúncias e quer fazer apenas relatórios para informar o governador. É um sindicalista que esqueceu os trabalhadores para fazer parte dos que batem palmas paras os desmandos do governo”, diz Rocha.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda