Pular para o conteúdo principal

Esqueça tudo diz senador no Acre

Gladson: “a saída da crise está na união entre todos os partidos”

Nelson Liano Jr. nelsonliano@hotmail.com17/08/2015
Durante o Novenário de Nossa Senhora da Glória, em Cruzeiro do Sul, o senador Gladson Cameli (PP) lembrou do seu tio, o ex-governador Orleir Cameli. Ele falou também que a crise política, econômica e financeira brasileira é muito mais séria do que parece. O senador sugeriu que os políticos brasileiro, nesse momento, esqueçam as rivalidades partidárias para se unirem em torno de soluções que ajudem a população.
Assista ao vídeo com o senador Gladson Cameli durante o Novenário de Nossa Senhora da Glória.

O fim do PC do B?Conversei com o sindicalista João Sandim, ex-filiado do PC do B, em Cruzeiro do Sul. Ele me falou que com a saída do Zequinha Lima (PP) do partido a situação ficou difícil. Segundo Sandim, o PC do B carece de lideranças para manter o seu poderio político no Juruá.
Fora da disputaSem um nome de peso, o PC do B certamente não fará parte da chapa majoritária da FPA para a disputa da prefeitura de Cruzeiro do Sul. A saída do Zequinha foi um golpe muito mais duro do que os comunistas e petistas querem admitir.
Sem nomesConversei com vários amigos de Cruzeiro do Sul ligados a FPA. Por mais que especulasse não consegui ver a possibilidade de “alguém forte” para ser candidato à prefeitura. As opções que existiam foram queimadas no jogo da política.
Jogado aos leõesNo começo investiram bastante para fortalecer o nome do jovem professor universitário Marcelo Siqueira (PT). Depois o jogaram aos leões. A candidatura de Marcelo a deputado estadual foi um erro que parece ter sido bem pensado.
Em outro momentoConversei recentemente com o Marcelo que está mais preocupado com o seu doutorado em enfermagem do que com política. É óbvio que o jovem mantém vivo o sonho de um dia administrar a sua cidade. Mas terá que encontrar novos caminhos.
Irmãos unidosO governador Tião Viana (PT) e o senador Jorge Viana (PT) estavam muito próximos em Cruzeiro do Sul. Ao contrário de outras ocasiões, juntaram as agendas e mostraram estar bem unidos. Parece que as nuvens negras entre os dois se dissiparam.
PreocupaçãoJorge Viana anda muito preocupado com a crise política no Brasil que acaba se refletindo na economia também. O vice-presidente do Senado, acredita que o caminho para a saída do problema é através do diálogo com todas as forças políticas e não do confronto.
Esbanjando simpatiaQuem andou por Cruzeiro do Sul esses dias foi a deputada estadual Maria Antônia (PROS). É um caso raro na política em que a criatura supera o criador. Maria Antônia tem a sua carreira ligada ao marido, o ex-prefeito Dêda (PROS), mas tem seu próprio carisma e uma ruma de simpatizantes.
Articulando sempreDêda permaneceu no Juruá esses dias. Já articulando os seus candidatos a vereador e às prefeituras de Rodrigues Alves e Mâncio Lima. Dêda faz política 24 horas por dia. Sobe e desce os rios da região conversando no pé do ouvido das pessoas.
Chapa prontaO grupo do ex-prefeito vai bater chapa na disputa de Rodrigues Alves, em 2016. Na cabeça o empresário Márcio que saiu do PSDB para o PROS. Como vice o atual vereador Josué (PT) que também deverá trocar de partido para ser vice.
QualificadoO atual coordenador do SEBRAE de Cruzeiro do Sul, Manuel Orleilson (PT), tem uma trajetória vitoriosa em gestão. Trabalhou na Secretaria Estadual de Educação nos tempos do ex-governador Binho Marques (PT). Depois obteve várias vitórias como secretário de educação de Rodrigues Alves.
Capacidade indiscutívelSe Orleilson tem votos eu não sei. Mas agora no SEBRAE também está fazendo um bom trabalho. Seria o candidato natural do PT para disputar a prefeitura de Rodrigues Alves. Capacidade para ser um bom gestor não falta ao rapaz.
Puxada de tapeteO empresário Sebastião Correia que irá se filiar ao PSB deve ficar atento. Certamente terá um adversário do PROS e, possivelmente, outro do PT, todos da FPA. Sem falar nos nomes da oposição que também devem disputar a prefeitura de Rodrigues Alves.
Perto da soluçãoO ex-deputado federal Ilderlei Cordeiro (PR) deverá estar em Brasília, nesta terça, 18, conversando com a direção do PR. A tendência é sair da presidência, deixando alguém de confiança, para se filiar ao PMDB e disputar a prefeitura de Cruzeiro do Sul.
A hora da humildadeO tipo de reação que vejo nas redes sociais dos petistas em relação às manifestações de domingo, 16, não condizem com o momento. Chamam os manifestantes de alienados, de elite branca, de derrotados, e por aí vai. Arrogância numa crise política tão forte só causa ainda mais estragos e fortalece a antipatia pelo PT. Não é por aí. O argumento de que outros partidos também “roubaram” é a confissão do crime. Ganharam as eleições prometendo fazer diferente, mas com a tentação do poder fizeram igual. Quem não conhece a realidade pode pensar que os petistas são todos anjos batendo suas asinhas no paraíso. Os “companheiros” deveriam fazer uma reflexão e calçar as sandálias da humildade. O que está em jogo não é o futuro do PT, mas do país.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda