Pular para o conteúdo principal

Aluno morto em acidente iria casar em dezembro e colega tinha filha pequena

Aluno morto em acidente iria casar em dezembro e colega tinha filha pequena

2592015-102046-vidas_01.jpg
A tristeza tomou conta de Rondônia a partir da tarde desta quinta-feira. Sonhos desfeitos na BR-364, em Candeias, onde três jovens alunos do curso para agente penitenciário morreram em um grave acidente envolvendo um caminhão e um Pálio.

As histórias de Antônio Procópio de Oliveira e Souza, que era o motorista e residia em Vilhena, Messias Pereira da Silva (Cerejeiras) e Thyago Correia Barreto (Porto Velho) estão sendo contadas aos poucos por centenas de amigos nas redes sociais. Em comum os três tinham o mesmo sonho: há cinco anos tentavam assumir os cargos no Governo do Estado. Estavam no entanto, desgastados pela insegurança, uma vez que não há qualquer certeza se seriam chamados em 2016 ou no ano seguinte.

Nesta quinta-feira eles estiveram no curso em Porto Velho. De lá organizaram a viagem do grupo de cinco. Na verdade anteciparam a ida em um dia, uma vez que somente nesta sexta-feira eles são liberados.
Além dos três mortos, seguiam no Pálio ainda José Carlos Alves da Silva (Vilhena) e José Beralda Barbosa (Ji-Paraná). Um outro amigo queria ir, mas não tinha vaga. Levaram um cachorro pit-bull. Na BR-364 ao final da tarde o acidente encerrava os sonhos.

Das tristes histórias interrompidas, apenas as de Antônio Procópio e Messias Pereira tornaram-se públicas. Antônio se casaria em 12 de dezembro com a jovem Aline Alkimin, de Vilhena. A cerimonia ocorreria em Cabixi em uma igreja católica.

Messias era um dos mais animados do grupo de alunos. Gostava de cantar e animava a turma com brincadeiras. Completaria 29 anos no próximo dia 3 de dezembro. Deixou uma esposa e uma pequena filha.
Fonte: RONDONIAGORA
Autor: RONDONIAGORA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda