Pular para o conteúdo principal

Idosa de 67 anos tem morte súbita dentro de aeronave, em Porto Velho

Idosa de 67 anos tem morte súbita dentro de aeronave, em Porto Velho

Avião taxiava para decolagem quando a mulher sofreu mal súbito, diz Gol. Equipe do Samu tentou reanimar a idosa, mas ela não resistiu
Por OOBSERVADOR
Aeroporto de Porto Velho
Porto Velho, RO  - Uma idosa, de 67 anos, morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória dentro de um avião da Gol Linhas Aéreas, na madrugada deste domingo (27). A mulher havia embarcado no Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira, em Porto Velho, acompanhada do esposo.
Segundo um passageiro que estava a bordo da aeronave, e que não quis se identificar, o avião realizava os procedimentos para levantar voo, quando a idosa começou a passar mal. A assessoria de imprensa da Gol afirma que a mulher passou mal a bordo do voo G3 2001 - que seguia com destino a João Pessoa (PB), com escala em Guarulhos (SP) - antes da decolagem da aeronave.
Em nota, a Gol Linhas Aéreas informou que "prestou imediatamente toda a assistência à cliente e solicitou a presença do Serviço de Atendimento Movél de Urgência (Samu), e um médico constatou a morte da passageira".
De acordo com o Samu, quando a equipe chegou ao aeroporto, a idosa estava com parada cardiorrespiratória. "Fizemos o processo de reanimação e entubamos. Ela faleceu já na ambulância, quando estava a caminho do hospital", afirmou um enfermeiro do Samu que preferiu não se identificar. Ele ressaltou ainda que a idosa estaria visitando Porto Velho, onde uma filha dela mora e que estava acompanhada pelo marido.
A idosa teria um edema agudo no pulmão e o esforço da caminhada do aeroporto até o avião, e a subida das escadas, pode ter agravado o problema, resultando em uma parada respiratória, diz o enfermeiro do Samu.
G1 tentou contato com a Infraero, para ter informações sobre os procedimentos a serem adotados pelas empresas aéreas nesse tipo de incidente, mas não obteve êxito até a publicação desta matéria.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda