Pular para o conteúdo principal

Professora de escola pública morre vítima de infarto; Sinteac alerta para a sobrecarga de trabalho

Professora de escola pública morre vítima de infarto; Sinteac alerta para a sobrecarga de trabalho

modestia
Modéstia morreu no domingo (15)/Foto: Arquivo pessoal
A professora de Religião da Escola Estadual Padre Carlos Casaveccia, Modéstia Paiva, morreu vítima de infarto, em Rio Branco, no domingo (15).
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinteac) divulgou nota de pesar pelo falecimento. A nota diz que Modéstia era uma profissional exemplar e dedicada à educação do Acre.
“Lamentamos profundamente a perda de mais um profissional dedicado, que exerceu o Magistério com esmero, não tendo jamais abandonado o seu desafio de melhorar o ensino público e formar cidadãos na instituição em que lecionava e construiu centenas de amigos, a Escola Estadual Padre Carlos Casaveccia”, diz Trecho da nota.
Nota de pesar
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinteac) comunica com pesar o falecimento da professora de Religião, Modéstia Paiva, vítima de infarto, ocorrido neste domingo (15), em Rio Branco.  Lamentamos profundamente a perda de mais um profissional dedicado, que exerceu o Magistério com esmero, não tendo jamais abandonado o seu desafio de melhorar o ensino público e formar cidadãos na instituição em que lecionava e construiu centenas de amigos, a Escola Estadual Padre Carlos Casaveccia.
O Sinteac estende as mais sinceras condolências à família da professora Modéstia Paiva,  na esperança de que o seu legado sensibilize, em especial, um sistema público educacional embrutecido pela pressão assassina exercida sobre os professores do Acre.
Alertamos à sociedade em geral sobre a ocorrência comum de mortalidade, em razão de fatores semelhantes, e o acometimento dos nossos professores por problemas emocionais e cardíacos diversos, sendo o Acidente Vascular Cerebral (AVC) uma constante no meio docente,  cujas motivações são: a sobrecarga de trabalho, em que professores com dois contratos são obrigados a dar conta de até 320 alunos: salas de aula  lotadas, sem ar condicionado, com temperaturas e sensação térmica elevadíssimas; e pressões outras impostas pelo poder público, que, como é de conhecimento geral, nega direitos sagrados ao trabalhador e trata a categoria com extrema indiferença e deméritos.
Resistiremos. Mais que um salário justo e um ambiente de trabalho digno, o direito à vida é inalienável.
Rosana Nascimento
Presidente do Sinteac

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

Loteria dos EUA sorteia prêmio de US$ 1,5 bilhão nesta quarta

Loteria dos EUA sorteia prêmio de US$ 1,5 bilhão nesta quarta Valor está acumulado desde novembro, quando último ganhador saiu.
Prêmio é o maior da história da Powerball. Da Reuters FACEBOOK