Pular para o conteúdo principal

Terror e horror: capas dos jornais de luto em todo o mundo

Terror e horror: capas dos jornais de luto em todo o mundo

Ataques em Paris esta sexta-feira, 13 de novembro, provocaram mais de 100 mortos

há 1 horaRedação
#PrayForParis (Twitter) Ficarão para a História as primeiras páginas dos jornais deste sábado. E pelos piores motivos. Seis ataques numa só noite provocaram o terror em Paris. 







RECOMENDADOS

A reação das redes sociais aos novos atentados de Paris
#PrayforParis (reza por Paris) é o novo #jesuischarlie
A história de um pedido de socorro: "Ainda estou no Bataclan"
O relato de Benjamin Cazenoves no Facebook e o qe se sabe do concerto interrompido por uma carnificina
Paris: polícia entra na sala de espetáculos onde estão 100 reféns
EM ATUALIZAÇÃO
Banda que atuava no Bataclan reage aos ataques
Numa mensagem publicada no Facebook, grupo disse que ainda está a determinar "o paradeiro" e "a segurança" de toda a equipa
Declarado "estado de emergência" em França e fronteiras encerradas
Anúncio feito por François Hollande, esta sexta-feira à noite, após os atentados que fizeram dezenas de mortos em Paris
Paris: as imagens secam as palavras
O resumo em fotografias de uma noite de massacre: mais de 100 pessoas morreram em seis ataques concertados, numa escala bem maior do Charlie Hebdo
Contas de Twitter ligadas ao Estado Islâmico celebram ataques
A informação é veiculada pelo serviço de inteligência que segue os passos destes grupos de radicais islâmicos
Emigrante português em Paris: "É terrível"
Paulo Carvalho, emigrante português em França, ao telefone com a TVI24
O momento em que termina o assalto ao Bataclan
Jornalista da TVI FIlipe Caetano descreve os desenvolvimentos dos ataques em Paris
Atentados em Paris: Passos oferece colaboração do Estado português
"Portugal repudia firme e veementemente toda a forma de terrorismo", diz o primeiro-ministro em gestão
NOTÍCIAS MAIS LIDAS
VÍDEOS MAIS VISTOS
COMENTÁRIOS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda