Pular para o conteúdo principal

LUTO - Morre aos 73 anos Padre Zenildo

 LUTO - Morre aos 73 anos Padre Zenildo

O padre da arquidiocese de Rondônia e um dos primeiros reitores da Unir, Zernildo Gomes da Silva, rondoniense nascido em Porto Velho faleceu durante a madrugada desta segunda-feira (25), no leito do Hospital Central em Porto Velho, onde estava internado há vários dias por conta de uma grave doença.
Padre Zenildo que completaria 74 anos no mês de março era figura muito conhecida em todo estado, devido ao seu excelente trabalho que foi sempre desenvolvido em várias comunidades católicas e população em geral.
O corpo do pároco será velado na igreja de São Joao Batista, que fica localizada no bairro Tucumanzal em Porto Velho. 
Fonte: RONDONIAOVIVO-

Padre Zenildo Gomes e jornalista Ciro Pinheiro tem dedicação por Rondônia reconhecida por Hermínio Coelho


O presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Hermínio Coelho (PSD), requereu durante sessão plenária, e posteriormente foi aprovado por todos os deputados, a realização de sessão solene no próximo dia 27 de fevereiro às 9h, para a entrega de Títulos Honoríficos de Cidadão do Estado de Rondônia ao Professor Padre Zenildo Gomes da Silva e ao Jornalista João Ciro Pinheiro de Andrade, pelos relevantes serviços prestados ao Estado de Rondônia.
De acordo com o deputado é uma forma da Casa reconhecer o trabalho dos pioneiros destes Estado. “Fico feliz em poder junto com os colegas entregar este reconhecimento a duas pessoas que dedicaram-se a desenvolver e informar este Estado, isto é a nossa Casa fazendo justiça a pessoas tão honrosas”, disse. 
O deputado aproveita a oportunidade para convidar a todos a prestigiarem a sessão solene. “Toda a população esta convidada, vamos participar desta justa homenagem”, finaliza. O projeto de concessão do título ao jornalista Ciro Pinheiro é de autoria do deputado Saulo Moreira (PDT) e o projeto de concessão do título ao professor e padre Zenildo Gomes da Silva é de autoria do deputado Hermínio Coelho (PSD).
Fonte: Assessoria-
Edizio Ferreira Lima Lima-

Morre em Porto Velho aos 73 anos o Padre Zenildo Gomes da Silva

O velório está sendo realizado na Igreja de São João Batista Bairro Tucumanzal
Por OOBSERVADOR

Padre Zenildo Gomes
Porto Velho, RO  - Faleceu na madrugada desta segunda-feira (25) o Padre Zenildo Gomes.
O velório está sendo realizado na Igreja de São João Batista no Bairro Tucumansal.
Histórico do Padre Zenildo - 

Como sacerdote, atuou em diversas paróquias da Igreja Católica Apostólica Romana. Foi na Igreja Nossa Senhora das Graças que ele iniciou seu ministério em Rondônia, promovendo uma revolução positiva, com o trabalho de evangelização junto principalmente aos jovens. Palestrante fenomenal, educador excepcional, atuou em diversas frentes, principalmente envolvendo grupos de jovens, grupos de casais, catequistas, e ministrantes de cursos voltados à evangelização.
No setor educacional, sua atuação compreenderia seguramente várias edições de livros. A começar do trabalho magnífico iniciado na então Escola Territorial Carmela Dutra. Por volta dos anos de 1975 e 1976, o então jovem Padre Zenildo inicia seu trabalho e mesmo como diretor do mais importante estabelecimento de ensino, ainda, arranjava tempo para ser também professor. Rigoroso, cobrador, mas amável com todos. Neste período pode-se efetivamente dizer, que o homenageado foi um divisor de águas. A Educação rondoniense pode ser classificada de antes e depois de Zenildo Gomes da Silva.
Inquieto, dedicado, pesquisador, observador, comprometido, o Padre Zenildo também é um dos pioneiros no magistério superior. Foi um baluarte dos primeiros cursos de ensino superior em Rondônia, com notável e destacável atuação como professor no então Núcleo Especial da Universidade Federal do Pará, com os cursos de Letras, Pedagogia – Orientação Educacional, História e Geografia.
Padre Zenildo também é pioneiro no quadro docente da Fundação Universidade Federal de Rondônia. Com a criação e implantação da Unir, ele imigra para a área universitária, continuando seu trabalho como professor de graduação e pós-graduação. São milhares de ex-alunos, gratos, e que reconhecem o potencial do educador, do professor e do sacerdote.
Mesmo com idade avançada, ele jamais deixou de exercer a dupla função de sacerdote e professor. Chega agora em abril de 2012 aos 70 anos de idade e quase 40 anos de serviço público. Nada mais justo de dizer agora a este ilustre cidadão: “Obrigado Padre Zenildo, foi bom você ter vindo. Obrigado por tudo que você fez e tem feito”.
Fonte: ALE/RO
5 min
Deus lhe der um bom lugar Padre Zenildo Gomes.

Morre em Porto Velho aos 73 anos o Padre Zenildo Gomes da Silva

O velório está sendo realizado na Igreja de São João Batista Bairro Tucumanzal
Por OOBSERVADOR

Padre Zenildo Gomes
Porto Velho, RO  - Faleceu na madrugada desta segunda-feira (25) o Padre Zenildo Gomes.
O velório está sendo realizado na Igreja de São João Batista no Bairro Tucumansal.
Histórico do Padre Zenildo - 

Como sacerdote, atuou em diversas paróquias da Igreja Católica Apostólica Romana. Foi na Igreja Nossa Senhora das Graças que ele iniciou seu ministério em Rondônia, promovendo uma revolução positiva, com o trabalho de evangelização junto principalmente aos jovens. Palestrante fenomenal, educador excepcional, atuou em diversas frentes, principalmente envolvendo grupos de jovens, grupos de casais, catequistas, e ministrantes de cursos voltados à evangelização.
No setor educacional, sua atuação compreenderia seguramente várias edições de livros. A começar do trabalho magnífico iniciado na então Escola Territorial Carmela Dutra. Por volta dos anos de 1975 e 1976, o então jovem Padre Zenildo inicia seu trabalho e mesmo como diretor do mais importante estabelecimento de ensino, ainda, arranjava tempo para ser também professor. Rigoroso, cobrador, mas amável com todos. Neste período pode-se efetivamente dizer, que o homenageado foi um divisor de águas. A Educação rondoniense pode ser classificada de antes e depois de Zenildo Gomes da Silva.
Inquieto, dedicado, pesquisador, observador, comprometido, o Padre Zenildo também é um dos pioneiros no magistério superior. Foi um baluarte dos primeiros cursos de ensino superior em Rondônia, com notável e destacável atuação como professor no então Núcleo Especial da Universidade Federal do Pará, com os cursos de Letras, Pedagogia – Orientação Educacional, História e Geografia.
Padre Zenildo também é pioneiro no quadro docente da Fundação Universidade Federal de Rondônia. Com a criação e implantação da Unir, ele imigra para a área universitária, continuando seu trabalho como professor de graduação e pós-graduação. São milhares de ex-alunos, gratos, e que reconhecem o potencial do educador, do professor e do sacerdote.
Mesmo com idade avançada, ele jamais deixou de exercer a dupla função de sacerdote e professor. Chega agora em abril de 2012 aos 70 anos de idade e quase 40 anos de serviço público. Nada mais justo de dizer agora a este ilustre cidadão: “Obrigado Padre Zenildo, foi bom você ter vindo. Obrigado por tudo que você fez e tem feito”.
Fonte: ALE/ROFonte: Programa Viva Porto Velho
GENTEDEOPINIAO.COM.BR-

BERENICE TOURINHO E PADRE ZENILDO NO PROGRAMA VIVA PORTO VELHO

No quadro “Historias da Nossa Terra”, o economista e jornalista Anísio Gorayeb vai conversar com o Padre Zenildo Gomes da Silva que está completando de 40 anos de Rondônia.
O médico e jornalista Viriato Moura e a reitora Berenice Tourinho nos estúdios do Programa Viva Porto Velho. (Foto: viva Porto Velho)
A magnífica reitora da Universidade Federal de Rondônia, Professora Doutora Maria Berenice Alho da Costa Tourinho é a convidada do médico e jornalista Viriato Moura no seu quadro “VM–Entrevista” desse domingo, dia 10/03, no Programa Viva Porto Velho. Berenice Tourinho, que é a primeira mulher a assumir a reitoria da UNIR, vai falar sobre a estrutura da universidade e as dificuldades enfrentadas pela instituição.
No quadro “Historias da Nossa Terra”, o economista e jornalista Anísio Gorayeb vai conversar com o Padre Zenildo Gomes da Silva que está completando de 40 anos de Rondônia. Atualmente é pároco da Igreja São João Batista no bairro Tucumanzal, mas já foi pároco da catedral na década de 80. Professor universitário, Padre Zenildo foi homenageado recentemente pela Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia.
Padre Zenildo Gomes da Silva, que mora em Rondônia desde 1973, conversará com Anísio Gorayeb no quadro “Historias da Nossa Terra”
(Foto: Ricardo Farias
)
O Presidente da Associação Cultural Rio Madeira e Vice Presidente da Academia de Letras de Rondônia, Willian Haverly Martins apresentará uma entrevista especial em comemoração ao “Dia da Mulher”com a titular da Coordenaria Municipal de Mulheres, Antonia Ferreira.
“Viva Porto Velho” é um programa independente apresentado por Viriato Moura, a direção de Ricardo Farias e é produzido pela New Produtora. É apresentado aos domingos das 12h00min às 13h00min na Rede TV canal 17 e na Via Cabo canal 23
- See more at: http://www.newsrondonia.com.br/noticias/berenice+tourinho+e+padre+zenildo+no+programa+viva+porto+velho/29899#sthash.GbvdZFr6.dpuf

Comentários

  1. Tive á felicidade de trabalha na mesma rádio com esse grande Homem.

    ResponderExcluir
  2. Padre Zenildo Gomes, também foi Radialista na rádio levava a sua voz em um programa na rádio Cairi, tempo e contra tempo assim era o programa do Zenildo e ele falava de amor e recebia cartas de ouvintes e assim estava lá o Zenildo Gomes foi por muito tempo o Grande nome do rádio de Rondônia , que Deus lhe der m bom lugar Zenildo por tudo de bom que você fez por Rondônia por nossa gente aqui vai minha desculpas pela brincadeira que fiz com você uma vez esvaziando as rodas de seu velho carro Corcel=2 ,sim mais foi tudo brincadeira velho amigo ,tanto é que por tantas vezes consertei a partida deste velho carro , mil desculpas velho amigo e que aqui vai meus votos de de bom lugar ai com Deus .

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda