Pular para o conteúdo principal

O AB DO ACRE FAZ SEU PAPEL ..

“Quem acusa a OAB de golpe esquece que o processo de impeachment foi regulamentado pelo STF”, diz Marcos Vinicius

Luciano Tavares, da redação ac24horas29/03/2016 18:39:53
O presidente da OAB/AC, Marcos Vinicius Jardim Rodrigues, se manifestou na tarde desta terça-feira, 29, sobre o ato realizado pela manhã, na Aleac, de um grupo de advogados, estudantes e professores de direito contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff protocolado pela OAB nacional.
????????????????????????????????????
“Quem acusa a OAB de golpe esquece que o processo de impeachment foi regulamentado pelo STF”, diz Marcos Vinicius
Marcos Vinicius disse que “toda manifestação de expressão é um direito constitucional e a realizada nesta data, para discussão do processo decisório levado a efeito pelo Conselho Pleno da OAB/AC sobre a propositura de pedido de impedimento da Presidente da República não seria diferente. Discordar da OAB faz parte do Estado de Direito. Porém, a livre manifestação pressupõe respeito a iguais postulados constitucionais que irrigam o ordenamento jurídico pátrio, dentre eles o respeito à dignidade, imagem e história das pessoas que compõem a instituição, e a ela própria”.
O presidente da Ordem no Acre acrescentou que “quem acusa a OAB de golpe, como retratado por alguns dos representantes do citado movimento, desconhece, por ignorância ou conveniência, que o processo de impedimento é instituto previsto na Constituição Federal e em lei federal, instrumentos normativos nos quais a OAB/AC arrimou-se para extrair sua decisão final. Quem acusa a OAB de golpe esquece que o processo de impeachment em curso foi analisado e regulamentado pelo Supremo Tribunal Federal, portanto, acusa igualmente a Corte Maior do país de vilipendiar a Constituição”.
Ele também destacou que o tema foi amplamente divulgado e debatido antes de ir para apreciação e votação na OAB. Tudo ocorreu de forma democrática. “Não é demais relembrar que a sessão na qual nossa Seccional deliberou sobre o tema foi previamente destacada e convocada por meio do Diário Oficial do Estado, com ampla repercussão na imprensa acreana. Na sessão, que teve duração de quase 4 horas, todos os conselheiros tiveram a palavra franqueada e assegurada, realizando amplo, exaustivo e democrático debate, decidindo o Conselho, em decisão soberana, apoiar o Conselho Federal da OAB, na interposição de processo de impeachment”
E completou que a decisão pelo pedido de impeachment foi da maioria. “Assim, válido mencionar, ainda, que vigora na OAB a democracia representativa, cujo Conselho Seccional, seus Conselheiros Federais e membros da Caixa de Assistência foram escolhidos pelo voto direto de mais de 80% dos advogados acreanos e, nesta senda, atua e representa de forma legítima toda a classe no âmbito estadual. Democracia pressupõe respeito às controvérsias e às minorias. Portanto, quando prevalece a vontade da maioria, estamos diante do sistema democrático. Do contrário, estaríamos a tratar da ditadura das minorias. O momento exige temperança e equilíbrio, pois jamais alcançaremos a resposta que a sociedade exige através de achincalhes, atentados e resistência a direitos e postulados constitucionais.”
Em nível nacional há um movimento de advogados que pede a realização de um plebiscito para saber se a maioria da classe é a favor ou contra o impedimento da presidente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda