Pular para o conteúdo principal

Perigo =H1 N1 no Acre !

Pacientes lotam Hospital de Acrelândia com suspeita de gripe H1N1

Jairo Carioca06/04/2016 08:45:06
GRIPE_02
Pacientes lotam o Hospital Geral de Acrelândia, município localizado cerca de 100 km da capital, com suspeita do vírus H1N1. A Vigilância Epidemiológica esteve no local coletando exames laboratoriais que podem confirmar a suspeita. Sesacre nega surto e diz que casos podem ser de síndrome gripal aguda.
Ontem, dois policiais civis do município foram até o hospital com os sintomas da gripe. Mario Jorge disse que sentia dores musculares e fraqueza. Edson Gregório reclamou de muita dor de cabeça. A reportagem registrou o momento em que pacientes, como a jovem Patricia Alves, estavam sendo atendidos em um banco de madeira.
Embora no Acre a Secretaria de Estado de Saúde negue a existência de surto, o Ministério da Saúde confirmou que em alguns estados como São Paulo a gripe – comum em época de inverno – chegou mais cedo. Na capital paulista foram 260 casos confirmados até o mês de março contra 141 no Brasil no ano anterior.
Ainda de acordo a Sesacre, as amostras laboratoriais colhidas em Acrelândia tem como destino o Laboratório Central e em seguida, são enviadas para outro laboratório conveniado no sul do país. Ano passado, o Laboratório Carlos Chagas era responsável pelos resultados dos exames do Estado.
GRIPE_01Fatores de risco
A gripe H1N1, como qualquer gripe, pode afetar pessoas de todas as idades, mas, no período em que houve a pandemia, notou-se que o vírus infectou mais pessoas entre os cinco e os 24 anos. Foram poucos os casos de gripe H1N1 relatados em pessoas acima dos 65 anos de idade.
Gestantes, doentes crônicos, crianças pequenas, pessoas com obesidade e com outros problemas respiratórios também estão entre os grupos mais vulneráveis para gripe H1N1.
Os demais fatores de risco seguem a mesma linha daqueles enumerados para outros tipos de grupo. Permanecer em locais fechados e com um aglomerado de pessoas, levar as mãos à boca ou ao nariz sem lavá-las antes e permanecer em contato próximo com uma pessoa doente são os principais fatores que podem aumentar os riscos de uma pessoa vir a desenvolver gripe H1N1.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda