Pular para o conteúdo principal

A vida me ensinou tudo isso


A vida não me ensinou a dizer adeus 

às pessoas que eu amo. 
A sorrir dos meus desafetos. 
A fazer de conta que tudo está bem 
quando isso não é verdade. 
A aceitar gratuitamente agressões. 
A calar-me frente a violência de qualquer tipo. 
A aceitar meus erros como inerentes 
a qualquer ser humano. 
A sorrir quando meu desejo é gritar 
todas as minhas dores e as dores do mundo. 
A ficar alienado diante dos problemas sociais. 
A ser hipócrita. 
A amar aos que me machucam 
ou querem fazer de mim depósito 
de todas as suas frustrações e desamor. 
A ficar em cima do muro. 
A fechar meus olhos às injustiças. 
A não sentir a lágrima que corre pela minha face diante da dor de alguém que amamos. 
A perdoar incondicionalmente. 
Tudo isso a vida não me ensinou... 

Mas a vida me ensinou: 
Algum amor, e que posso amar muito mais. 
Algumas alegrias. 
Algumas belezas. 
Um pouco de poesia. 
Ensinou-me algumas vezes a perdoar. 
Outras vezes a pedir perdão. 

A vida me ensinou a sonhar acordado 
A acordar para a realidade. 
A aproveitar cada minuto de felicidade. 
Ensinou-me que é bom ter e chorar de saudade. 
Ensinou-me a maravilha que é enxergar, 
ver e ouvir as estrelas. 
A ver o encanto dos poentes. 
A abrir minha janela para o mar. 
A ver... perceber as belas paisagens. 
Ensinou-me a não ter medo do futuro. 
E a viver intensamente o presente. 
Como um presente que por ELE me é dado. 
Como um diamante a ser por mim lapidado, a lhe dar forma da maneira que eu escolher. 
A vida me ensinou a sua essência: 
Que o AMOR é o que dignifica, dá sentido, colorido e brilho à nossa existência. 
(Desconheço a Autoria)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

Loteria dos EUA sorteia prêmio de US$ 1,5 bilhão nesta quarta

Loteria dos EUA sorteia prêmio de US$ 1,5 bilhão nesta quarta Valor está acumulado desde novembro, quando último ganhador saiu.
Prêmio é o maior da história da Powerball. Da Reuters FACEBOOK