Pular para o conteúdo principal

Atenção pescadores no Acre é assim !



Ministério da Pesca suspende 6.327 carteiras de pescador no Acre

 Ray Melo, da editoria de política do ac24horas  24/08/2016  14:46:56
A Secretaria da Pesca e Aquicultura suspendeu o registros 6.327 pescadores que teriam direito a receber o seguro-defeso no Acre. O benefício é concedido a pescadores profissionais artesanais durante o período proibido para a atividade pesqueira, com o objetivo de preservar as espécies de peixes.
A coordenação de Pesca e Aquicultura no Estado já enviou às colônias de pescadores, ofício e a relação dos beneficiários do Seguro Defeso que estão suspensos por falta de manutenção. A suspensão foi determinada pela portaria ministerial de número 11 de 21 de julho de 2016.
A medida reforça a suspeita de derrame de carteiras de pescadores, que concedem o direito de recebimento do valor de um salário mínimo enquanto ocorre a paralisação da pesca. O seguro-defeso é um dos benefícios que estão sendo reavaliados e aperfeiçoados pelo governo federal.
Para regularizar a situação, os pescadores precisam apresentar a documentação 60 dias antes da data de aniversário, relatório de exercício da atividade de pescador artesanal profissional, cópia do número de inscrição do trabalho (NIT) e uma foto atual 3×4 – na coordenação de Pesca do Acre.
A retirada de novas carteiras passará pelo processo de investigação para que permaneça apenas quem realmente vive da pesca. O objetivo é que apenas as pessoas que tirem o sustento exclusivamente da pesca recebam o Seguro Defeso, além de detectar irregularidades cometidas anteriormente.
A coordenação de Pesca e Aquicultura no Estado esclarece que as carteiras que forem canceladas, o pescador para fazer pedido de uma nova carteira tem que esperar o prazo de 24 meses. A relação dos pescadores que tiveram o benefício suspenso pode ser conferida no site www.agricultura.gov.br


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda