Pular para o conteúdo principal

Casas abandonadas do conjuto Andirá são depredadas e saqueadas por vândalos

Casas abandonadas do conjuto Andirá são depredadas e saqueadas por vândalos

Casas populares deveriam ser entregues há um ano pela Sehab
0
Populares arrancam telhas, janelas e portas das casas/Foto: Folha do Acre
Populares arrancam telhas, janelas e portas das casas/Foto: Folha do Acre
Casa do conjunto habitacional loteamento Andirá, localizado nas proximidades do bairro Xavier Maia, em Rio Branco, que deveriam ter sido entregues às famílias carentes estão em estado de abandono e sendo saqueadas por vândalos.
As obras apresentam atraso de pelo menos 1 ano, de acordo com o cronograma oficial da Secretaria de Habitação e Interesse Social (Sehab). As residências se encontram inabitadas e estão sendo depredadas e tendo parte do material, até mesmo a cobertura, roubadas.
As casas em questão são as mesmas que estavam sendo pleiteadas por um grupo de sem-teto que ocupou o hall de entrada da Assembleia Legislativa do Acre por cerca de dois meses, e que não foram contempladas em suas reivindicações.
As unidades habitacionais foram construídas, ou começadas, com recursos oriundos de programas do governo Federal ainda na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).
Cada unidade habitacional possui 40,80 m², com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço integrada. Em seu desenho original o conjunto seria composto por 386 casas.
Casas deveriam ser entregues no ano passado/Foto: Folha do Acre
Casas deveriam ser entregues no ano passado/Foto: Folha do Acre
De acordo com moradores da região, que não quiserem se identificar, a empresa se retirou do local sem dar explicações de quando retornariam os serviços.
“Após meses de abandono da obras vândalos começaram a depredar, saquear e até demolir as casas para levar os materiais de construção. Os objetos preferidos na hora do saque são portas, janelas, telhas, dentre outros”, disse a fonte ouvida pela Folha do Acre.
A reportagem tentou contato com a Sehab, mas até o fechamento desta edição não conseguiu resposta.
casas3

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda