Pular para o conteúdo principal

Em noite de terror, Manaus registra oito mortes em menos de 24 horas

ONDA DE CRIMES

Em noite de terror, Manaus registra oito mortes em menos de 24 horas

Crimes ocorreram em diversas zonas e todas as vítimas são homens. Um deles foi decapitado na Cidade de Deus. Assassinatos ocorrem dias após fuga em massa em presídios05/01/2017 às 09:15 - Atualizado em 05/01/2017 às 12:27
Show iml
Corpos foram encaminhados para o IML (Foto: Arquivo/AC)
acrítica.comManaus (AM)
Pelo menos oito pessoas foram mortas em Manaus em menos de 24 horas. Os crimes ocorreram em diversas zonas da capital entre a noite de quarta-feira (4) e a manhã desta quinta (5). Todas as vítimas são homens. Os crimes foram registrados na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e ocorrem quatro dias após fuga em massa no Complexo Penitenciária Anísio Jobim (Compaj).
Conforme registros da DEHS, um homem identificado como Luís Fernando de Castro, 27, foi morto com seis tiros na rua Ulisses Tapajós, bairro Planalto, Zona Centro-Oeste, por volta das 19h20 de quarta-feira.
Com mais de 20 tiros pelo corpo, Carlos Eduardo Ferreira da Silva, 21, foi morto na avenida Adolpho Ducke, no conjunto Acariquara, bairro Coroado, Zona Leste de Manaus. O crime ocorreu por volta das 21h20 e a polícia acredita que a vítima tinha envolvimento com o tráfico de drogas.
Um homem identificado como Francisco Silva Bittencourt, 23, foi morto na noite desta quarta-feira na rua Pinheiros do conjunto José Bonifácio, bairro Colônia Santo Antônio, Zona Norte. A polícia investiga o caso.
O pedreiro Jeferson da Costa Felício, 33, foi morto a tiros e o filho de dois anos foi baleado na rua Galileia, bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte. Segundo a polícia, a vítima foi atingida por pelo menos quatro tiros. A criança foi também foi levada ao Hospital Delphina Aziz.
Outro crime ocorrido no bairro Colônia Terra Nova deixou como vítima David Nascimento da Silva, 21. Ele foi morto a tiros na rua São Lázaro por volta de 1h35 desta quinta-feira.
No conjunto Viver Melhor, bairro Lagoa Azul, um homem identificado como Emerson Leitão da Costa, 21, foi morto com um tiro no tórax na rua rio Japurá. O crime ocorreu por volta das 23h50 de quarta-feira.
Tácito Júnior Brito Borges, 36, foi morto com quatro tiros por volta de 1h20 na Travessa Esperança, bairro Nova Esperança, Zona Oeste de Manaus. Nenhum suspeito foi identificado até o momento, segundo a polícia.
Por último, um corpo sem identificação foi encontrado por volta das 5h30 na rua Bentevi, bairro Cidade de Deus, Zona Leste, sem a cabeça. O cadáver foi encontrado em uma área tomada por lixo.
Todos os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) e até o momento nenhum suspeito foi identificado pela polícia.
Crimes após fuga em massa
A onda de homicídios registrada em Manaus nesta quarta-feira ocorre depois de quatro dias da maior fuga em massa registrada no sistema prisional da cidade.
Conforme último balanço divulgado pelo Comitê de Gerenciamento de Crise da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), até ontem, 63 fugitivos haviam sido recapturados, sendo 32 do Compaj e 31 do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat). As forças de segurança seguem em busca de 121 presos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda