Pular para o conteúdo principal

Mulher é vítima do ‘golpe do queijo’ em Rio Branco




Mulher é vítima do ‘golpe do queijo’ em Rio Branco .



Uma mulher, que preferiu não se identificar, entrou em contato com a reportagem do Blog do do radialista Edizio Lima, informando que foi vítima do ‘golpe do queijo’ em pleno terminal de ônibus de Rio Branco .
A vítima explica que o queijo falso é visualmente atrativo, mas, na verdade não passa de um bolo de milho, óleo, água e sal, o trio está passando queijo de milho, dizendo que é de manteiga. Os produtos são embalados em sacos de plásticos e possuem uma grande semelhança com os queijos originais. Segundo A vitima, os golpistas usam a manteiga da terra para dar o cheiro e aumentar a semelhança com o produto.
A vítima revelou que voltou ao local onde comprou a mercadoria, mas os golpistas já havia saído do local.

Comentários

  1. O falso produto é velho conhecido do pessoal da Fiscalização Sanitária. Todos os anos um grande número de vendedores agem no centro da Cidade, mas estranhamente nunca foram tomadas providências.

    Fiscalizam com rigor as lanchonetes legalmente instaladas,que geram emprego e renda para o Municipio, mas não fiscalizam os ambulantes que vendem lanches de origem duvidosa.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda