Pular para o conteúdo principal

Populares encontram suspeito de matar idoso em comunidade na rodovia BR-319

Populares encontram suspeito de matar idoso em comunidade na rodovia BR-319

Suspeito foi encontrado pelos moradores na tarde de sexta-feira (27) e entregue à polícia. Segundo delegado, suspeito contou que bebia com a vítima quando houve um desentendimento. Caso gerou protesto na comunidade28/01/2017 às 12:25
Show show whatsapp image 2017 01 26 at 08.24.21
Após o crime, moradores pediram mais segurança em protesto (Foto: Jander Robson)
Oswaldo NetoManaus (AM)
Um homem identificado como Raildson Melo de Souza, 21, foi preso pela polícia na sexta-feira (27) na comunidade Araçá, localizada no quilômetro 52 da BR-319 (Manaus/Porto Velho). Ele é suspeito do assassinato do idoso Antônio Pereira de Menezes Neto, ocorrido na quarta-feira (26). Na quinta (27), populares realizaram um protesto criticando a falta de segurança no local.
De acordo com a Polícia Civil, o delegado Danniel Antony, titular da 34ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), informou que o homem foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva.
À polícia, o suspeito contou que o idoso e mais duas pessoas, ainda não identificadas, estavam consumindo bebida alcoólica na casa da vítima quando houve um desentendimento. Na ocasião, “Macarrão” desferiu golpes de faca no abdômen da vítima após um desentendimento entre eles. O idoso foi a óbito no local do fato.
O comerciante Raimundo Laranjeiras, disse que a própria população localizou o suspeito e o entregou para a polícia. Ele conta que o homem foi encontrado em uma área de mata a 5 quilômetros do local do crime. Embora o crime tenha gerado um clima de revolta na comunidade, Raimundo disse que o suspeito foi entregue em segurança para as autoridades policiais.
“Ele é um homem perigoso, sangue frio, mas quem vai fazer justiça é a própria justiça. Foi feito tudo na ordem. O povo foi consciente e pedíamos pra ninguém agredir mesmo depois do que ele fez”, afirmou Raimundo.
Após a detenção do infrator, a polícia foi acionada e cumpriu o mandado de prisão em nome dele, expedido no dia 26 de janeiro deste ano, pela juíza Sabrina Cumba Ferreira da Comarca de Castanho Careiro.
Conforme o delegado, “Macarrão” é investigado também por um homicídio tentado e um furto. Ele foi preso por Homicídio qualificado por motivo fútil. O jovem irá permanecer na carceragem da 34ª DIP à disposição da Justiça.
Manifestação
Na quinta-feira, moradores da comunidade interditaram os dois sentidos da estrada queimando pneus e pedaços de madeira. Eles protestaram pelo assassinato de Antônio Pereira, morador da comunidade e reclamaram da ausência da polícia e de peritos. Segundo moradores, o corpo chegou a ficar horas esperando por remoção.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda