Pular para o conteúdo principal

A “MENINA DESTEMIDA” QUE ENFRENTA O TOURO DE WALL STREET

A “MENINA DESTEMIDA” QUE ENFRENTA O TOURO DE WALL STREET

UM TRABALHO COM O DEDO DA AGÊNCIA DE PUBLICIDADE MCCANN NEW YORK.

Sim, nós sabemos. O vosso feed deve estar entupido com tantas frases de amor ao género feminino. Tantas juras e promessas de nunca baixar os braços numa guerra contra uma cultura tão retrógrada que nos faz questionar se estamos mesmo em 2017.
Aqui me confesso um haterzinho de quase todos os dias comemorativos de tudo e mais alguma coisa. Mas quando tocamos num tema como este, a data acaba por ser uma recompensa mínima a todas (e todos) as que dão corpo, cara e voz a esta luta. Ainda assim, é importante (e difícil) encontrar algo verdadeiramente pertinente no meio de tantas opiniões vazias que surfam a mesma onda mediática deste dia. E o que a State Street Global Advisors e a McCann New York fizeram, é um dos bons exemplos disso.

Um dos elementos mais conhecidos de Wall Street é a estátua de um touro pronto a atacar, que ali foi instalado, sem autorização, em 1989 pelo artista Arturo Di Modica. A peça, que representava a força dos nova iorquinos na superação do crash financeiro de 1987, acabou por ser tão bem recebida que se tornou um dos ícones daquela zona. Ontem, antecipando o Dia da Mulher, o touro viu-se confrontado por uma mensagem, também ela em forma de estátua e igualmente forte: uma pequena rapariga, enfrenta o animal com uma expressão destemida, desinibida e confiante.
A estátua “The Fearless Girl” é da autoria de Kristen Visbal e, neste caso, foi instalada com a devida autorização, ainda que temporária. A McCann New York e a State Street Global Advisors continuam a tentar prolongar essa licença, para que a estátua possa ficar exposta por mais tempo e, quem sabe, ter a mesma sorte que o touro que enfrenta. Um statement que a SSGA pretende que atinja os seus clientes e que mude o actual estado das empresas com quem trabalha que, à semelhança de tantas outras, mantêm uma percentagem mínima de mulheres a ocupar cargos importantes nos seus quadros.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda