Pular para o conteúdo principal

Manaus hoje

Homem é preso com arma usada em homicídio realizado em junho no Zumbi

Lui Geovane Pires, 19, disse à polícia que depois dos disparos recebeu a ordem de guardar o armamento, pertencente à facção criminosa Família do Norte (FDN)04/07/2017 às 17:12
Show homem 123
Lui Geovane Pires, 19. Foto: Divulgação
Fábio OliveiraManaus (AM)
Lui Geovane Pires, 19, preso na manhã desta terça-feira (04) com uma arma de fogo calibre 12 revelou à Polícia Civil que o armamento foi usado em um homicídio no bairro Zumbi, na Zona Leste, onde uma casa foi atingida por aproximadamente 100 disparos.
A informação foi repassada pelo delegado titular do 25° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Rafael Allemand. Segundo ele, o suspeito alega que depois dos disparos recebeu a ordem de guardar o armamento, pertencente à facção criminosa Família do Norte (FDN).
De acordo Allemand, o suspeito foi preso por policiais militares em um beco, na rua M, no bairro Armando Mendes, Zona Leste. O mesmo havia acabado de sair de uma residência e com a arma enrolada em um lençol. Ele deve responder por porte ilegal de arma de fogo.
Entenda o caso
Um homem identificado como Snydher Weslley Galucio, 31, morreu na noite do dia 23 de junho, na rua Joana D'Arc,localizada no bairro Zumbi dos Palmares, após homens em seis carros dispararem mais de 100 tiros em uma casa.

Local da ocorrência no bairro Zumbi dos Palmares. Foto: Gilson Mello
Segundo moradores da rua, que pediram para não serem identificados, por volta das 22h30, um grupo de homens chegou na rua em seis carros e começou a disparar tiros contra uma casa de dois andares localizada entre a Travessa Portugal e a rua Joana D'Arc.
Um comerciante de 62 anos contou que foram mais de 100 tiros ao longo de 10 minutos. Ele relatou que na casa, alvo do grupo, mora uma família formada por três pessoas e não teriam envolvimento com nenhum tipo de crime e trabalhavam com transporte de turista em barcos na orla de Manaus.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR ONDE ANDA ?BARROS DE ALENCAR

BARROS DE ALENCAR POR ONDE ANDA ? Atualmente está participando do programa Kaká Siqueira na Rádio Record AM (1.000 kHz - São Paulo/SP), onde apresenta o quadro "Momento Barros de Alencar". BREVE HISTÓRICO: Comunicador, radialista, cantor e apresentador de TV. Paraíbano da cidade de Uiraúna, nasceu no dia 5 de agosto. Começou na Rádio Borburema, em Campina Grande - PB. Depois passou por Recife, Fortaleza e Belo Horizonte até chegar a cidade de São Paulo. Na Capital paulista passou pela antiga Rádio Tupi de São Paulo, Record e América. Na década de 80, comandou seu programa na TV Record, levando ao ar os grande sucessos musicais da época.

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda