Pular para o conteúdo principal

Palavras de um idoso a sua família…

Palavras de um idoso a sua família…

Você está preparado para a trajetória de sua vida?  
Em algum momento todos nós já nos perguntamos qual sentido da vida, como ser feliz ou ainda como ter uma vida perfeita.

Não existe hora certa para refletirmos sobre isso, mas, muitas vezes, as perguntas surgem em momentos difíceis, onde se acredita não ter saída. Seja qual for a época de nossas vidas – infância, adolescência, fase adulta ou velhice, todos nós estamos sempre em busca de algo, os questionamentos são inúmeros!

Pensando desta forma, sempre aproveitamos as fases da vida de alguma forma, mesmo inconsciente. Quando bebês, contamos com a ajuda dos pais para aprendermos a falar, caminhar, comer, brincar e construir uma identidade baseada na criação de cada família.
Na adolescência ocorre às oscilações de personalidade, a confusão nesta fase é normal, pois o indivíduo descobre um novo mundo. O corpo e a mente começam a modificar, preparar-se para a vida adulta, vista pelos adolescentes como a fase de responsabilidades.
A fase adulta é atormentada por diversas tarefas, o adulto se vê dividido entre trabalho, família e lazer e, infelizmente, muitos optam apenas por uma das coisas.
O ser humano passa a maior parte da sua vida trabalhando, pois acredita que poderá aproveitar quando chegar à terceira idade. Quando se deu conta, passou anos da sua vida e percebe que deixou muita coisa para trás, e por fim chegamos à última fase do ciclo vital, a velhice!

Esta que é um processo natural da trajetória humana e, acima de tudo, este idoso é um ser humano, um filho, um pai ou uma mãe que criou uma família e daria a vida pelos filhos.

Nesta fase há dois lados, o sofrimento do idoso e o da família que se vê rodeada de responsabilidades extra, principalmente quando o idoso fica privado de várias funções. Para ambos é o período de transição e mudanças, o qual se faz necessário, pois é uma nova adaptação e os cuidadores precisam estar psicologicamente preparados.
Nesse processo há necessidade de se manterem os vínculos afetivos entre seus membros e os idosos. Nesta fase da vida, o que o idoso necessita é sentir-se valorizado, viver com dignidade, tranquilidade e receber a atenção e o carinho da família. Lembre-se de que um dia você chegará ao fim do ciclo também e que esta fase faz parte do processo natural da vida, é uma honra chegar aí, é uma vitória conhecer os netos, bisnetos e muitos conhecem os tataranetos.
É uma missão concluída, e deveria ser respeitada com toda dignidade merecida. O idoso criou os filhos com todo o amor e neste momento é exatamente isso que ele espera de você. Saiba que se ele precisa de ajuda é porque simplesmente não consegue mais lidar sozinho com a situação.

Palavras de um idoso a sua família:

“Não tire todas as responsabilidades de mim. Eu estou vivo e quero estar incluído na sua vida e nas decisões que têm de ser tomadas. Não desista de mim. Estimule-me sempre, não solucione todos os meus obstáculos. Isto somente me faz perder o respeito por mim mesmo e por você. Não me repreenda ou discuta comigo. Isso pode fazer você se sentir melhor, mas só piora as coisas para mim; eu me reprimo mais e me afasto mais das pessoas com receio de errar sempre. Não tenha vergonha de mim, não me esconda em casa. Leve-me para passear, ver o sol nascer, o jardim florido, as crianças na praça, eu posso até não entender o que estou fazendo nos lugares, mas com certeza SINTO. Com certeza, eu vejo a beleza do mundo que me cerca. Olhe-me nos olhos quando falar comigo. Transmita-me paz e serenidade. Não fale de mim como se eu não estivesse ali. Mantenha minha dignidade. Não zombe de mim quando eu ficar confuso os nomes dos filhos, do cônjuge, dos netos, o local onde estou, quando eu me perder dentro de minha própria casa. Lembre-se de que eu preciso de ajuda e compreensão. Por isso, preciso que você entenda o que eu passo e sinto. Mas saiba que eu amo você. E saiba que tudo o que fiz não foi porque eu quis”

Por isso, ajude-o a aceitar esta transição, sem revolta e infelicidade, proporcione a assistência que ele merece, desde saúde mental, onde a equipe profissional proporcionará uma preparação para a chegada dessa fase, tanto da família quanto do idoso.

Ame-o muito!!!
_______
Direitos autorais da imagem de capa: sondem / 123RF Imagens

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES

MULHER ENTRA NUA EM CABINE DA PM E CONSTRANGE POLICIAIS MILITARES EM MANAUS Portal do Holanda

Ponte de vidro em penhasco na China

Ponte de vidro em penhasco na China apresenta rachaduras e é fechada Piso quebrou e turistas que estavam no local se assustaram.
Administração diz que ninguém correu risco de cair. Do G1, em São Paulo FACEBOOK

Povos indígenas no estado de Rondônia, fotos inéditas dos índios isolados do Acre

Povos indígenas no estado de Rondônia
Aikanã, Ajuru, Amondawa, Arara, Arikapu, Ariken, Aruá, Cinta Larga, Gavião, Jabuti, Kanoê, Karipuna, Karitiana, Kaxarari, Koiaiá, Kujubim, Makuráp, Mekén, Mutum, Nambikwara, Pakaanova, Paumelenho, Sakurabiat, Suruí, Tupari, Uru Eu Wau Wau, Urubu, Urupá
1-Povo Uru-Eu-Wau-Wau
A população da Terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau é composta por vários subgrupos, como: Jupaú, Amondawa e Uru Pa In. Encontram-se distribuídos em 6 aldeias, nos limites da Terra Indígena, por questões de proteção e vigilância. Além destas etnias, há presença de índios isolados como os Parakuara e os Jurureís.
Os Jupaú traduzem sua autodenominação como "os que usam jenipapo". A denominação "Uru-eu-wau-wau" foi dada aos Jupaú pelos índios Oro-Uari.
Muitos foram os nomes atribuídos aos Uru-Eu-Wau-Wau. As denominações Bocas-Negras, Bocas-Pretas, Cautários, Sotérios, Cabeça-Vermelha, são encontradas na historiografia e estão relacionadas ao espaço geográfico ou a se…